Publicado em

Chico Xavier

Há 17 anos o Brasil e o mundo se despediam de Chico Xavier.

O homem simples que, apesar de professar a fé espírita, transcendeu religiões pela prática do bem, fechou os olhos para o mundo dos vivos para dar lugar ao mito que permanece mais presente do que nunca nos corações de quem o admira.

Francisco Cândido Xavier, ícone do Espiritismo no Brasil, faleceu no dia 30 de junho de 2002. Como numa profecia, o médium havia dito que queria morrer num momento de alegria para os brasileiros. Ele acertou: naquele dia, a seleção de futebol foi pentacampeã da Copa do Mundo.

O “mui amado Tio Chico”, como gostavam de chamá-lo os amigos mais próximos, retornava à pátria espiritual a qual ajudou a desvendar por meio de mensagens orais e escritas, ditadas pelos espíritos. Em contato com o mundo invisível desde criança, faculdade denominada pela doutrina espírita de mediunidade, Chico Xavier psicografou mais de 400 livros, entre romances, poesias, livros de mensagens e de estudo, mesmo tendo concluído apenas o ensino primário.

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Além dos livros publicados, Chico ganhou fama depois das participações no programa de televisão Pinga Fogo, veiculado pela extinta TV Tupi Canal 4 de São Paulo, nos dias 28 de julho e 21 de dezembro de 1971. O primeiro programa, com previsão inicial para durar uma hora, acabou por se estender por mais de três horas, enquanto a segunda edição durou quatro horas.

Ao vivo e com retransmissão em rede nacional – fato pouco comum para as emissoras de TV da época -, o médium foi sabatinado por jornalistas conceituados como Saulo Gomes, Herculano Pires e Durval Monteiro, além do intelectual católico João Scantimburgo e do cientista espiritista Hernani Guimarães Andrade. Foi um inegável sucesso de audiência, com 75% dos televisores da cidade de São Paulo sintonizados no programa.


Clique aqui e baixe gratuitamente o eBook do Chico Xavier


Apesar da notoriedade, o mineiro era exemplo de humildade. Todo o dinheiro da venda dos livros foi destinado a obras assistenciais, primeiro em Pedro Leopoldo (MG), onde nasceu, depois em Uberaba (MG), onde passou a viver no final da década de 50. Mais do que livros e programas de TV para divulgar o espiritismo, Chico deixou um legado de consolação, amor e caridade.

A obra de Chico Xavier – escrita e exemplificada – continua, mesmo após seu desencarne, a orientar e acalentar o coração de milhares de pessoas. O médium faleceu em Uberaba, aos 92 anos, por um ataque cardíaco.

Publicado em

Seus amores de vida passada: Almas gêmeas ou não? – Café Espiritualista #24

Nesse programa o mestre Daniel Souza explica sobre as Almas gêmeas, o amor e a união de espíritos, no final do programa faz uma conexão com o Arcanjo Haniel

O Café Espiritualista é um programa de bate-papo ao vivo, falando sobre o “porquê” e o “como” das coisas espirituais.

Estaremos ao Vivo toda Sexta-feira às 18h e você pode fazer perguntas e contar suas experiências relacionadas ao tema do dia, trocando experiências de maneira descontraída, trazendo esclarecimentos transparentes e libertadores.

Ao final de cada programa o mestre Daniel Souza realiza uma Conexão Arcangélica para auxiliar a todos que assistem o vídeo. Inscreva-se em nosso canal e clique no “sininho” para ser avisado quando nós começarmos uma transmissão.

Acreditamos que o conhecimento trazido pelos Mestres Espirituais,  junto as nossas atividades diárias, são plenamente possíveis de ocorrerem em harmonia. Basta que consigamos entender como as coisas funcionam, os seus porquês e assim, chegaremos ao tão desejado caminho para a evolução, que ao nosso ver é a capacidade de aplicar conhecimentos elevados à vida prática, de forma a beneficiar a nós mesmos, a todos ao nosso redor e a natureza.

Que as Asas dos Arcanjos te envolvam e seus caminhos sejam cada dia mais abertos.

Um abraço, Daniel Souza!

Publicado em

Reencarnação: Por que esquecemos do passado – Café Espiritualista #23

Nesse programa o Mestre Daniel Souza explica sobre as vidas passadas e o motivo de esquecermos dessas vivências. No final do programa o Mestre faz uma cconexão com o Arcanjo Zadkiel

O Café Espiritualista é um programa de bate-papo ao vivo, falando sobre o “porquê” e o “como” das coisas espirituais.

Estaremos ao Vivo toda Sexta-feira às 18h e você pode fazer perguntas e contar suas experiências relacionadas ao tema do dia, trocando experiências de maneira descontraída, trazendo esclarecimentos transparentes e libertadores.

Ao final de cada programa o mestre Daniel Souza realiza uma Conexão Arcangélica para auxiliar a todos que assistem o vídeo. Inscreva-se em nosso canal e clique no “sininho” para ser avisado quando nós começarmos uma transmissão.

Acreditamos que o conhecimento trazido pelos Mestres Espirituais,  junto as nossas atividades diárias, são plenamente possíveis de ocorrerem em harmonia. Basta que consigamos entender como as coisas funcionam, os seus porquês e assim, chegaremos ao tão desejado caminho para a evolução, que ao nosso ver é a capacidade de aplicar conhecimentos elevados à vida prática, de forma a beneficiar a nós mesmos, a todos ao nosso redor e a natureza.

Que as Asas dos Arcanjos te envolvam e seus caminhos sejam cada dia mais abertos.

Um abraço, Daniel Souza!

Publicado em

Falando com os mortos – Café Espiritualista #22

Nesse programa o Mestre Daniel Souza explica sobre a Psicografia e a mediunidade, como isso ajuda a nos comunicarmos com os entes queridos que já partiram para o plano espiritual, no final do vídeo o Mestre faz uma conexão com o Arcanjo Raphael.

O Café Espiritualista é um programa de bate-papo ao vivo, falando sobre o “porquê” e o “como” das coisas espirituais.

Estaremos ao Vivo toda Sexta-feira às 18h e você pode fazer perguntas e contar suas experiências relacionadas ao tema do dia, trocando experiências de maneira descontraída, trazendo esclarecimentos transparentes e libertadores.

Ao final de cada programa o mestre Daniel Souza realiza uma Conexão Arcangélica para auxiliar a todos que assistem o vídeo. Inscreva-se em nosso canal e clique no “sininho” para ser avisado quando nós começarmos uma transmissão.

Acreditamos que o conhecimento trazido pelos Mestres Espirituais,  junto as nossas atividades diárias, são plenamente possíveis de ocorrerem em harmonia. Basta que consigamos entender como as coisas funcionam, os seus porquês e assim, chegaremos ao tão desejado caminho para a evolução, que ao nosso ver é a capacidade de aplicar conhecimentos elevados à vida prática, de forma a beneficiar a nós mesmos, a todos ao nosso redor e a natureza.

Que as Asas dos Arcanjos te envolvam e seus caminhos sejam cada dia mais abertos.

Um abraço, Daniel Souza!

Publicado em

Espiritualismo e Universalismo

Imagens de Menorah, Buddha, Cristo e Ganesha

Muitas pessoas utilizam a denominação Espiritualista ou Universalista para se definirem religiosamente de uma maneira diferenciada do espírita, do umbandista, do católico, do evangélico e de outras denominações.

Buscando ampliar a compreensão dos termos, vamos investigar mais a fundo os significados deles, para então apoiar o conceito que também se aplica aos trabalhos que realizamos na Casa de Miguel.

Espiritualismo é uma denominação comum a várias doutrinas filosóficas e/ou religiosas, e tem como fundamento básico a afirmação da existência do espírito (ou alma) como elemento primordial da existência, bem como sua independência e primazia sobre a matéria. É o contrário de materialismo, que só admite a existência da matéria. Estão presentes no Espiritualismo Moderno os conceitos de karma e reencarnação.

Universalismo é a crença doutrinária de que todos os humanos estão destinados à Salvação Eterna, em virtude da Bondade de Deus e que existe um Deus Único para todos independentemente de Religiões.

Portanto denominar-se Espiritualista Universalista é especificamente congregar de uma corrente de pensamento não-religiosa e anti-materialista, focada nos estudos de diversas religiões, bem como dos estudos científicos, psicológicos e filosóficos, a fim de que cada um faça sua síntese pessoal a partir de suas próprias experiências.

É importante ressaltar que essa corrente de pensamento não deve ser tomada como uma “mistura mística”, “colcha de retalhos”, nem tão pouco uma “salada esotérica”, pois não se restringe a apenas “conhecer” os diversos pontos de vistas e sim algo mais profundo, mais consciencial, mais íntimo, experienciando em sua própria vida cada gota de ensinamento, para que se torne “sabedoria interior”.

Entretanto, essa condição de liberdade consciencial e independência espiritual exige um certo nível mínimo de cultura geral, de conhecimentos, de autoconhecimento e principalmente de autoestima elevada para que o indivíduo não se perca diante de tantas possibilidades ou caia no simplismo de “se apegar a uma crença, seja ela qual for”. Pertencer a um grupo espiritual não é apenas uma questão de se sentir bem, pois você pode se sentir bem e não evoluir em nada ao mesmo tempo.

Um grupo produtivo, que visa a evolução, tem que ser baseado na diversidade e é nesse contexto que entra a Casa de Miguel Arcanjo, por ser um Templo que proporciona um ambiente onde “várias línguas” se conversam e aprendem, sempre sob a orientação de dirigentes experientes e entidades espirituais que usam uma linguagem clara e assertiva. Então, vamos contribuir com um pouco mais de cultura, nos textos abaixo:


Um pouco de História

– A crença na existência uma alma ou espírito, além de seres extrafísicos, surge primeiramente nos fins do período Paleolítico (há cerca de 22 mil anos a.c.), expressa pela prática de rituais de fertilidade feminina, sepultamento dos mortos e nos cultos aos ancestrais.

– Esses cultos e rituais permaneceram presentes nas civilizações do período Neolítico em diante:

– A francesa Joana d’Arc (1412-1431) afirmava ouvir “vozes sagradas” desde menina e entre elas destacavam-se as de São Miguel, Santa Catarina e Santa Margarida de Antioquia, que a incentivavam a lutar contra os ingleses.

– Giordano Bruno, na obra “Il Candelaio” 1582, regista a sua convicção da possibilidade de conversar com os mortos.

– John Dee (1527-1608) foi um matemático e astrólogo inglês que testemunhou a comunicação com os anjos através de médiuns.

– Jakob Böhme (1575-1624) foi um filósofo e místico luterano alemão que passou por experiências espirituais em toda a sua juventude, culminando em uma epifania no ano de 1600 que teria lhe revelado a estrutura espiritual do mundo, assim como as relações entre o Bem e o Mal. As suas ideias conquistaram muitos seguidores em toda a Europa e os seus discípulos ficaram conhecidos como os boehmistas.

– Emanuel Swedenborg (1688-1772) foi um cientista e filósofo sueco que durante 25 anos redigiu 14 trabalhos de natureza espiritual. Ele é considerado o pai do Espiritualismo Moderno.

– Franz Anton Mesmer (1734-1815) descobriu o que chamou “magnetismo animal“, também referido como “mesmerismo“.

– Justinus Kerner (1786-1862) publicou em 1830 o relato de suas observações sob o título “Die Seherin von Prevorst, Eröffnungen über das Leben – Menschen und über das Hineinragen einer Geisterwelt die unsere” (“A vidente de Prevorst, considerações iniciais sobre a vida interior do ser humano e a intervenção de um mundo dos espíritos no nosso”).

– As irmãs Fox – Catherine “Kate” (1838–1892), Leah (1814–1890) e Margaret (1836–1893). Em 1848 a família começou a ouvir sons de pancadas inexplicados. Kate e Margaret realizaram sessões de canalização numa tentativa de contato com a suposta entidade espiritual que promovia os sons e declararam ter estabelecido contato com o espírito de um mascate que fora alegadamente assassinado e enterrado sob a casa. Um esqueleto, posteriormente encontrado na cave pareceu confirmar isso. As irmãs Fox tornaram-se imediatamente em celebridade. Suas demonstrações de comunicação com os espíritos incluíam principalmente batidas e pancadas e Kate tinha também a mediunidade de escrita direta, psicofonia, luzes espirituais, materialização e poltergeist.

– Andrew Jackson Davis (1826-1910) sem qualquer educação científica foi capaz de produzir livros muito complexos para a sua época. Ditava os seus textos enquanto se encontrava em um estado de transe profundo e adquiriu nos Estados Unidos uma reputação de médium e de magnetizador.

– Na França, o professor Hippolyte Léon Denizard Rivail (depois chamado de Alan Kardec) interessou-se pelo moderno espiritualismo quando ouviu falar das Irmãs Fox, mas o seu primeiro contato com o fenômeno foi por meio das mesas dançantes ou mesas girantes, dos salões de Paris, em 1854. As explicações para a causa deste, do mesmo modo que o sistema filosófico delas derivado, constituiu a base da chamada Doutrina Espírita (que Rivail também denominou como “espiritismo”, tendo sido a primeira oficialização desse termo, por isso a doutrina espírita é o único verdadeiro espiritismo).

– Atualmente a Parapsicologia vem investigando fenômenos paranormais, como a reencarnação. Um expoente dessas pesquisas é o professor Jim B. Tucker da Universidade da Virgínia (EUA).

Publicado em

Mediunidade de Cura- Café Espiritualista #21

Nesse programa o Mestre Daniel Souza explica sobre as correntes de cura do astral, as linhas médicas e muito mais!

O Café Espiritualista é um programa de bate-papo ao vivo, falando sobre o “porquê” e o “como” das coisas espirituais.

Estaremos ao Vivo toda Sexta-feira às 18h e você pode fazer perguntas e contar suas experiências relacionadas ao tema do dia, trocando experiências de maneira descontraída, trazendo esclarecimentos transparentes e libertadores.

Ao final de cada programa o mestre Daniel Souza realiza uma Conexão Arcangélica para auxiliar a todos que assistem o vídeo. Inscreva-se em nosso canal e clique no “sininho” para ser avisado quando nós começarmos uma transmissão.

Acreditamos que o conhecimento trazido pelos Mestres Espirituais,  junto as nossas atividades diárias, são plenamente possíveis de ocorrerem em harmonia. Basta que consigamos entender como as coisas funcionam, os seus porquês e assim, chegaremos ao tão desejado caminho para a evolução, que ao nosso ver é a capacidade de aplicar conhecimentos elevados à vida prática, de forma a beneficiar a nós mesmos, a todos ao nosso redor e a natureza.

Que as Asas dos Arcanjos te envolvam e seus caminhos sejam cada dia mais abertos.

Um abraço, Daniel Souza!

Publicado em

DNA e Mediunidade: DNA tem capacidades mediúnicas

dna_mediunico“Nosso DNA é um biocomputador”, dizem cientistas russos.
Pesquisas científicas estão explicando os fenômenos como a clarividência, a intuição, atos espontâneos de cura e auto cura e outros.
Quando cientistas começaram a desvendar o mundo da genética, compreenderam a utilidade de apenas 10% do nosso DNA.
O restante (90%) foi considerado “DNA LIXO”, ou seja: sem função alguma para o corpo humano.
Porém, este fato foi motivo de questionamentos, pois alguns cientistas não acreditaram que o corpo físico traria algum elemento que não tivesse alguma utilidade.
E foi assim que o biofísico russo e biólogo molecular Pjotr​​Garjajev e seus colegas iniciaram pesquisas com equipamentos “de ponta”, com a finalidade de investigar os 90% do DNA não compreendido.
E os resultados apresentados são fantásticos, atingindo aspectos antes considerados “esotéricos” do nosso DNA.

O que as pesquisas estão concluindo?

1. O DNA tem capacidade telepática
A partir das últimas pesquisas, cientistas concluíram que o nosso DNA é receptor e transmissor de informações além tempo-espaço.
Segundo essas pesquisas, o nosso DNA gera padrões que atuam no vácuo, produzindo os chamados “buracos de minhoca” magnetizados! São “buracos de minhocas” microscópicos, semelhantes aos “buracos de minhocas” percebidos no Universo.
Sabe-se que “buracos de minhocas” são como pontes ou túneis de conexões entre áreas totalmente diferentes no universo, através das quais a informação é transmitida fora do espaço e do tempo.
Isto significa que o DNA atrai informação e as passa para as células e para a consciência, uma função que os cientistas estão considerando como a internet do corpo físico, porém muito mais avançada que a internet que entra em nossos computadores.
Esta descoberta leva a crer que o DNA possui algo que se pode chamar de telepatia interespacial e interdimensional. Em outras palavras, O DNA está aberto á comunicações e mostra-se suscetível a elas.
Pesquisas relacionadas à recepção e transmissão de informações através do DNA estão explicando os fenômenos como a clarividência, a intuição, atos espontâneos de cura e auto cura e outros.

2. Reprogramação do DNA através da mente e das palavras
O grupo de Garjajev descobriu também que o DNA possui uma linguagem própria, contendo uma espécie de sintaxe gramatical, semelhante á gramática da linguagem humana, levando-os a concluir que o DNA é influenciável por palavras emitidas pela mente e pela voz, confirmando a eficácia das técnicas de afirmação, de hipnose (ou auto hipnose) e de visualizações positivas.
Esta foi uma descoberta impressionante, pois diz que se nós adequarmos as frequências da nossa linguagem verbal e das imagens geradas por nosso pensamento, o DNA se reprogramará, aceitando uma nova ordem e uma nova regra, a partir da ideia que está sendo transmitida.
O DNA, neste caso, recebe a informação das palavras e das imagens do pensamento e as transmite para todas as células e moléculas do corpo, que passam a ser comandadas segundo o novo padrão emitido pelo DNA.
Os cientistas russos estão sendo capazes de reprogramar o DNA em organismos vivos, usando as frequências de ressonância de DNA corretas e estão obtendo resultados bastante positivos, especialmente na regeneração do DNA danificado!
Utilizam para isso a Luz Laser codificada como a linguagem humana para transmitir informações saudáveis ao DNA e essa técnica já está sendo aplicada em alguns hospitais universitários europeus, com sucesso em vários tipos de câncer de pele. O câncer é curado, sem cicatrizes remanescentes.

3. O DNA responde á interferências da Luz Laser
Continuando nessa linha de pesquisas, o pesquisador russo Dr. Vladimir Poponin, colocou o DNA em um tubo e enviou feixes de luz laser através dele. Quando o DNA foi removido do tubo, a Luz Laser continuou a espiralar no DNA, formando como que pequenos chacras e um novo campo magnético ao redor do mesmo, maior e mais iluminado que o anterior.
O DNA mostrou-se agir como um cristal quando faz a refração da Luz, concluindo que o DNA irradia a Luz que recebe.
Esta descoberta levou os cientistas a uma maior compreensão sobre os campos eletromagnéticos ao redor das pessoas, assim como também compreenderam que as irradiações emitidas por curadores e sensitivos acontecem segundo esse mesmo padrão: receber e irradiar, aumentando e preenchendo com Luz o campo eletromagnético ao redor.

(Todas as informações do texto acima estão contidas no livro “Vernetzte Intelligenz” von Grazyna Fosar und Franz Bludorf, ISBN 3930243237, resumidos e comentados por Baerbel. O livro, infelizmente, só está disponível em Alemão até agora.)

Até breve,

Suely Cyrino

Publicado em

Por que estudar espiritualidade?

Muitos de nós chegamos aos estudos espiritualistas através do fantástico!

Fatos fantásticos, inexplicáveis ou sobrenaturais que ocorrem em nossas vidas despertam tanta curiosidade que nos sentimos impelidos a buscar uma explicação.

Infelizmente, no senso comum, acredita-se que os estudos espiritualistas (de maneira geral) são simples, como um jogo de respostas de sim ou não, com regras simples e bem definidas, como o conceito de que “se alguém não gosta de você significa que vocês tem um karma para resolver de vidas passadas”. Isso é tão superficial quanto dizer que o sentido da vida é o trabalho.

Se o sentido da vida é o trabalho, então as criança devem se preparar para ele e os anciãos devem se beneficiar dele, mas, na prática, a vida ainda tem sentido na saúde, no aprendizado, na família, no lazer, nas realizações pessoais que não tem nada a ver com fazer algo externamente.

Então, se você se antagoniza com alguém, a resposta sempre será as vidas passadas? Será mesmo? Será que o antagonismo não vem desta vida mesmo? Será que a pessoa vê em você o reflexo de alguém (outra pessoa) que ela não gosta? Será que não é só impressão sua? Será que não se trata apenas de diferenças entre a sua personalidade e a da outra pessoa? Será que ela não está sofrendo uma obsessão espiritual? Será que ela é assim só com você ou com todo mundo?

São tantas as possibilidades que não se pode resumir uma questão como essa a uma simples receita de bolo.

Alguém pode dizer que não acredita em espiritualidade, mas ela existe, independentemente de que se acredite ou não nela.

Há pouco tempo poderíamos dizer que o “teletransporte” era coisa de ficção científica ou uma “bobagem” de algum espiritualista que acredita em coisas que não existem. Pois é, cientistas dedicados à física quântica já conseguiram fazer isso em laboratório, transportando uma partícula de um lugar para outro. Isso mesmo, ela some de um lugar e aparece em outro, e ainda mais, pode até estar nos dois lugares ao mesmo tempo. (clique para ver a matéria)

Alguns poderiam dizer que transformar chumbo em ouro é coisa de contos de fadas ou delírio de velhos alquimistas. Pois é, cientistas nos EUA fazem isso desde 1980 em aceleradores de partículas, e não só ouro como outros elementos também, provando que é possível. (clique para ver a matéria).


Venha expandir seus conhecimentos com a Casa de Miguel
Clique aqui para ver nossos próximos Eventos


Mas enfim, não queremos aqui mudar a opinião de quem está resoluto em não acreditar e sim, fortalecer o posicionamento de quem quer ESTUDAR sobre espiritualidade, consciência humana e fenômenos sobrenaturais!

Eis a questão! Os estudos espiritualistas não são feitos de receitinhas de bolo…

São assuntos e mais assuntos, tomando uma extensão tão grande quanto qualquer outra matéria do conhecimento humano sobre a natureza.

Em mim esse caminho foi natural, pois, sempre as informações foram chegando e eu (com essa cabeça de cientista que não me larga), fui ao longo dos anos juntando informações, testando-as na prática, descantando aquilo que não procede e amoldando o que é real, mesmo que não seja tão palpável à maioria das pessoas.

jesus ensinandoPara a maioria das pessoas os fenômenos espirituais são como procurar planetas fora de nossa galáxia. Sabemos que eles existem, mas não conseguimos vê-los.

Outras, querem que esses estudos e práticas resolvam certas situações do seu dia a dia que nada tem a ver com a espiritualidade, mas sim, com o “fazer” e a “competência para fazer”. Como na máxima comumente usada: como você quer arrumar um emprego sem sair para entregar seus currículos!

Os estudos espiritualistas servem para fazer o ser humano se encontrar com sua própria natureza íntima e a natureza Divina das coisas que nos circundam. Serve para dar “brilho à vida”, sabendo-se que não somos como máquinas, que são programadas para executar aquela rotina.

Também serve para questões mais imediatas como ajudar a si ou a alguém a se livrar das drogas, das depressões, das “mortes internas”, da solidão, o desânimo, da maldade (aquilo que nos faz mal). Isso é o lado Fé e que está presente em todas as religiões.

Porém, para quem quer encontrar um sentido na vida além da Fé, precisa se aprofundar nas Ciências Espirituais e, é aí que entra o foco da Casa de Miguel, oferecendo a todos um Novo Ponto de Partida.

Grande abraço,

Daniel Souza