Publicado em

A Importância do Auto Passe

auto passe

O auto passe é um processo de limpeza dos nossos corpos sutis. Nesse texto explicamos quais são e quais as funções dos nossos Sete Corpos.

Os Corpos

Nesse momento é importante lembrarmos apenas de cinco deles: 

O Corpo Físico é o corpo que vemos, a carne, onde habita nosso espírito. É a parte densa do nosso ser e a única parte que é “mortal”. Tanto esse corpo quanto os outros precisam de nutrição, cuidados e tratamentos.

Os próximos quatro fazem parte do “Espírito”, são os corpos sutis que sustentam o Corpo Físico.

O Corpo Vital é um corpo fluídico onde percorre nossa energia vital através dos chakras. Os chakras são pontos de troca energética que sustentam o funcionamento de órgãos e glândulas.

O Corpo Emocional é a inteligência que comporta e administra nossos sentimentos e emoções. Aqui também ficam registrados traumas e memórias afetivas.

O Corpo Racional é o idealizador e o mantenedor de pensamentos e reflexões. É a parte responsável pelo intelecto, englobando as percepções dos cinco sentidos e dá forma às ideias. 

O Corpo Intuitivo se conecta com a nossa alma. É a parte onde nossa moral e caráter estão armazenados. O que nos guia de uma forma mais material, o certo e errado que você sente “em seu coração”.

Esses Corpos Sutis fazem então a conexão do “mundo externo” com o nosso interior, como um filtro.

Então, se usarmos como exemplo um filtro de água, se ele está sujo pode poluir a água. Por outro lado, um filtro limpo melhora a qualidade da água. E essa é a importância do auto passe.

Em outras palavras, podemos dizer que para um bom funcionamento da comunicação entre os corpos, é essencial que estejam em equilíbrio. Pois toda a desarmonia que houver será refletida no sistema orgânico, ou seja, somatiza no físico. 

Somatização

Nesse texto explicamos o que é a somatização. Somatizar significa transbordar energias dos corpos sutis para o corpo físico, ou vice e versa. Essa palavra geralmente está associada à materialização de doenças, mas também pode ser a materialização da saúde que ocorre após alterações energéticas dos corpos sutis.

Portanto, o auto passe é importante para mantermos nossos Corpos Sutis limpos para que eles influenciem positivamente nosso Corpo Físico. O auto passe nada mais é do que um processo de limpeza energética de tudo o que é captado no exterior e gerado no nosso inconsciente.

Se você deseja aprender a fazer um auto passe ou até mesmo realizar essa limpeza em seus familiares, conheça o curso Início da Mediunidade e aprenda melhorar seu bem estar.

Publicado em

O Livre Arbítrio

Livre Arbitrio

Livre arbítrio é o poder que cada indivíduo tem de escolher suas ações, que caminho quer seguir. É a capacidade de escolha autônoma realizada pela vontade humana. O livre arbítrio também defende que a pessoa tem o poder de decidir as suas ações e pensamentos segundo o seu próprio desejo, crença e valores.

Liberdade

Denotam a vontade livre de escolha, as decisões livres. Em outras palavras, para algumas pessoas o livre arbítrio significa ter liberdade, e muitas vezes confundem com desrespeito e falta de educação.

No entanto, Santo Agostinho em sua obra De Libero Arbitrio de 395, diferenciou claramente esses dois conceitos. O livre arbítrio é a possibilidade de escolher entre o bem e o mal enquanto que a liberdade é o bom uso do livre arbítrio. 

O livre arbítrio é uma das propriedades fundamentais do ser. Consiste na liberdade de fazer ou não alguma coisa, seguir um determinado caminho ou evitá-lo.

Isso significa que nem sempre o homem é livre quando põe em uso o livre arbítrio, mas tem o poder da escolha. Assim, o livre arbítrio está mais relacionado com a vontade, um ato ou ação.

Karmas

Quando encarnamos, existem coisas que precisamos passar e experienciar, que são os nossos karmas. São processos e situações que precisamos vivenciar para aprendermos algo. A forma como reagimos a essas situações determinam se essa situação continuará como karma (algo a ser aprendido) ou como dharma (lição aprendida).

E a nossa reação a essas situações estão totalmente sob o nosso controle, é a nossa forma de lidar com aquilo. Em outras palavras, é nosso livre arbítrio na prática. A nossa reação não está pré-determinada. 

Essa capacidade de escolher, ir ou ficar, é de nossa responsabilidade. É nossa decisão de acordo com a nossa consciência, nossa vontade e nossa compreensão sobre aquele assunto.

Os atos praticados não foram predeterminados e por isso cada pessoa é responsável pelas suas escolhas. Desta forma, o livre-arbítrio é desenvolvido juntamente com o desenvolvimento da inteligência e implica um aumento pela responsabilização dos atos praticados.

Consequências

Tudo é uma via de mão dupla, nossas decisões causam consequências. Independente dos nossos karmas, das situações que temos que passar, todas as nossas decisões têm consequências. Ou seja, precisamos arcar com a responsabilidade dos nossos atos.

A forma como lidamos com nossos karmas nos permite transformá-lo em dharma ou mantê-lo como karma.É o nosso poder de escolha de ser e fazer o que quisermos. É a energia de construção concedida diretamente por Deus. Você pode escolher criar, destruir, não fazer nada… Você pode tudo.

Essa é a mais simples e clara demonstração divina que somos criadores como Deus. Com o livre arbítrio podemos fazer o que quisermos. Inclusive não acreditar em nada, não fazer nada, não seguir religiões e doutrinas, não ajudar o próximo.

Escolhas totalmente pessoais. Você pode até permitir ser influenciado por outras pessoas, mas você escolhe ser influenciado. 

Somos capazes de tomar decisões e sermos quem somos. É a liberdade de escolher sermos quem somos. Portanto, valorize-o e seja consciente de suas escolhas. Saiba o que está escolhendo para si e entenda que suas decisões têm consequências.

Seja quem quiser ser e siga seu coração. Não permita que os outros digam quem você deve ser ou o que deve fazer. Seja plena e livremente a unicidade que você é.

Publicado em

O Poder da Somatização

somatizar

Você sabe o que é somatização e como funciona esse processo? Normalmente quando vamos estudar sobre metafísica, o conceito de somatização fica muito claro.

Não sabe nem o que é metafísica? Calma! Metafísica significa “para além do físico” em grego antigo. É o estudo dos fenômenos físicos, relacionando-os com seus fundamentos sutis, partindo do princípio que a matéria é uma consequência de matrizes energéticas.

Ou seja, a metafísica é o resultado ou explicação da somatização. Estudar a metafísica é a mesma coisa que entender a condensação de uma energia, em outras palavras a somatização de uma energia.

Por exemplo, para cada doença existe uma causa emocional ou energética. A doença é a somatização de uma causa e o estudo dessa causa é a metafísica.

Somatizar significa transbordar energias dos corpos sutis para o corpo físico, ou vice e versa. Essa palavra geralmente está associada à materialização de doenças, mas também pode ser a materialização da saúde que ocorre após alterações energéticas dos corpos sutis.

Ou até na repetição física de coisas positivas ou negativas que transformam nossos corpos sutis.

Nosso ser tem poder de magnético muito forte. Somos capazes de atrair e repelir realidades dependendo da nossa vontade e determinação. Se você quer aprofundar seus conhecimentos nesse poder, clique aqui e conheça nossos cursos.

Publicado em

REACT: The OA

react

ATENÇÃO, ESSE TEXTO CONTÉM SPOILERS!

The OA é uma série bem misteriosa, com crimes e experiências de quase morte, dimensões paralelas e simbologias, lançada pela Netflix em 2016. 

Quando começamos a acompanhar a história de The OA, fomos conduzidos por uma narrativa que parecia ser essencialmente mística. A personagem principal, Prairie, conduz um grupo de desconhecidos até uma espécie de clímax sensorial ao compartilhar sua história e suas experiências de quase morte.

Quando a série estabeleceu que às vezes a noção de morte é apenas uma passagem para outra realidade, estava, na verdade, tomando um caminho muito interessante. Não estávamos diante apenas de planos místicos e sim de realidades múltiplas e dimensões paralelas.

Na primeira temporada, Prairie apresenta teorias sobre a vida e insinuava que com as experiências de quase morte, ela tinha acesso a movimentos que tinham poderes. Só com isso dá para sabermos que tem muita coisa para analisarmos nessa série, certo? 

Uma das teorias trabalhada é a ideia de que tudo o que precisamos saber já está dentro de nós. As experiências de quase morte mostram caminhos para que ela possa escapar da sua realidade e ser “livre”.

Com isso é inserido um conceito de “anjos originais”, em inglês “originals angels”, que é na verdade o nome da série. Como Anjos Originais, eles possuem um conhecimento avançado sobre a realidade e podem assim abrir portais para outras dimensões com movimentos numa espécie de coreografia.

Esses Anjos Originais possuem guardiões, no caso de Prairie trata-se da deusa Khatun da mitologia eslava. Nas viagens interdimensionais, são passados aos grupos esses tais movimentos. O grupo passa boa parte do tempo decorando a coreografia e tentando descobrir para que servem e o que significa.

Um exemplo muito claro disso é no quinto episódio quando estão ensaiando um dos movimentos e “magicamente” um dos personagens que estava morto com lacerações extremas, se cura e volta a vida. Ou seja, as informações que ela recebe como Anjo Original dá a ela (e a quem tiver esses conhecimentos) o poder de fazer coisas inexplicáveis como a cura plena.

A segunda temporada estabelece de modo claro a sua mitologia: as pessoas que quase morreram têm acesso a um campo de visão diferente e os movimentos feitos por elas que abrem uma espécie de portal desse multiverso possibilita que façam muitas viagens entre realidades.

A série foi cancelada e deixou muitas perguntas sem respostas para os telespectadores. E por isso queríamos te convidar a refletir sobre a capacidade do ser humano da autogestão energética, viagem entre dimensões e principalmente sobre esse despertar.

Aqui na Casa de Miguel, além de estudarmos sobre o poder dos Arcanjos, prezamos também pelo autoconhecimento e o desenvolvimento de cada um para cuidar de si e do próximo. Clique aqui e conheça nossos cursos.

Assista também o React de The OA pelo FacebookInstagram e Youtube! Todo mês analisaremos um filme novo, não deixe de acompanhar!

“Talvez o futuro seja só a escuridão mas não uma escuridão ruim… E viver é trazer luz a cada dia, a cada momento que vivemos.”

Publicado em

Os Anjos Guardiões

anjos

Os Anjos são mensageiros de Deus que foram enviados para fazer a intermediação entre nós e Ele. 

Hierarquia Divina

Existe uma complexa hierarquia dos Anjos pois eles são incumbidos de regular tudo o que foi criado por Deus. Eles ordenam e ajustam a energia do Universo. Orientam as existências de todos os seres, não só do planeta Terra ou dessa dimensão em que vivemos. Os Arcanjos são os líderes, anjos principais da mais alta ordem na hierarquia celeste. Regulam Universo e cuidam para que a vontade divina seja cumprida.

Sabemos que só o conceito de Arcanjo é extremamente complexo e cabe muitas reflexões e aprofundamentos, por isso, manteremos a explicação de uma forma mais simples para facilitar a compreensão.

Abaixo dos Arcanjos existem os Anjos Comandantes que são especialistas em um aspecto da criação. Abaixo, os Anjos Guardiões e os Devas. Devas são anjos que cuidam exclusivamente dos animais e da natureza. Já os Anjos Guardiões possuem uma segunda hierarquia. Portanto existem os protetores do planeta, dos países, dos estados, das cidades, dos bairros, das ruas, das casas, das famílias e os pessoais.

O que fazem os Anjos Guardiões?

Então, todos nós temos diversos Anjos Guardiões e estamos inseridos e protegidos em grupos e individualmente. Agora que está compreendido como funciona a hierarquia das Esferas Celestiais, vamos finalizar falando mais sobre nossos Anjos Guardiões Pessoais. 

Eles são as entidades que atuam em nossas vidas de forma mais ativa, sabem tudo sobre a nossa missão como encarnados e fazem a conexão mais direta e profunda entre nós e nossa divindade interna.

Portanto, por ser o zelador da sua missão, atua o tempo todo buscando te direcionar para que você não passe pelo que não tem que passar, mas sim apenas que viva aquilo que deve realmente aprender. 

São nossos tutores no dia a dia para o andamento das questões que viemos resolver (karmas e missões) e, como devemos proceder cotidianamente para termos uma vida melhor, mais equilibrada e mais feliz.

Por isso, se não tivermos uma conexão forte com ele, não conseguiremos compreender suas intuições, bem como nos planejar para cumprir o que devemos e o que acordamos antes de reencarnar.

Ampliar Conexão

Você pode fazer uma oração pedindo clareza mental e aproximação dele na sua vida. Pode acender uma vela branca (palito ou de 7 dias), assentar um cristal transparente ou branco para que crie essa conexão física entre vocês. Ancorando a energia do seu Anjo Guardião na sua vida. 

Quando utilizamos um elemento físico para criar essa conexão, o Anjo Guardião consegue densificar a energia dele. Dessa forma nós, que estamos materializados, consigamos senti-la e compreendê-la com mais nitidez.

Aqui na Casa de Miguel, buscamos esclarecer esse e outros assuntos, oferecendo um nível de aprofundamento interessante em nossos cursos do Arcangelismo. Conheça mais clicando aqui.

Publicado em

Os Sete Elementos

elemento

Antigamente, diferentes culturas, filósofos e cientistas atribuíam toda a complexidade da matéria e da natureza a quatro elementos clássicos: terra, água, ar e fogo. Algumas culturas também citavam os vegetais, metais e o éter como energias ou transições dos materiais.

Usando como princípio a parte energética, sutil, espiritual e alquímica natural dos elementos, podemos usá-los de forma prática e muito eficiente para nos ajudar no dia a dia.

No Arcangelismo trabalhamos com Sete Elementos físicos de padrões vibratórios diferentes que ajudam a energia fluir, cada um com suas especificidades. 

METAIS

O elemento Metal é o mais abundante na natureza. Pois dele é formado todo o núcleo da Terra. Substâncias metálicas essenciais no ecossistema e são base de constituição de praticamente todas as moléculas.

É o ferro do magma da Terra que cria o campo eletromagnético que faz diversos processos do nosso planeta acontecerem como rotação e a orientação por bússolas.

Podemos dizer então que o metal é um elemento condutor, magnetizador, atrator, aglutinador e movimentador.

TERRA

O elemento Terra é o segundo elemento mais encontrado na natureza. A Terra representa o nosso corpo físico, a nossa matéria. Ela é farta e dela tiramos o nosso alimento. É a terra que nos dá abrigo, que molda e limita a nossa água.

Portanto quando falamos da terra além do físico, podemos dizer que ela representa firmeza, força, estabilidade, determinação, objetividade, praticidade e estrutura.

VEGETAIS

O elemento Vegetal é o elemento nutridor da Terra. As plantas possuem uma exuberante magnitude e força. Sua seiva nutre, sustenta e equilibra a vida no planeta. Servem de alimento, remédio e abrigo. Limpam e purificam o ar. 

Representando então uma força nutridora, equilibradora, sustentadora, lubrificadora e envolvedora.

ÁGUA

O elemento Água encontra-se nos rios, mares, oceanos, lagos e cachoeiras. Encontramos água em todo nosso corpo. Falar de Água é falar de fluidez e flexibilidade. Ela se movimenta e se molda. 

Além do físico, a água também representa o nosso emocional, ou seja, ela influencia diretamente nossas emoções. 

Fluidez, flexibilidade, movimento e adaptação são as características fundamentais da água. 

FOGO

O elemento Fogo possui uma energia sedutora que nos atrai. Fogo é calor e luz e sua importância em nossa vida é evidente.

Portanto o fogo representa ação, transformação, purificação, aceleração, atitude, impulso, agitação e estímulo. Sua energia também está ligada à limpeza espiritual. 

AR

O elemento Ar é imprescindível para nossa existência. Sem ar por alguns minutos, não sobrevivemos, no ar está o sopro da vida.

O ar não pode ser visto, mas é sentido. E também está ligado ao nosso campo intelectual – comunicação, pensamentos, aprendizado e imaginação.

Podemos dizer então que o elemento ar carrega energia disseminadora, dissipadora, ocupadora, espalhadora e propagadora.

CRISTAIS

Os cristais são estruturas formadas pela “agregação regular de partículas”. Em outras palavras, são ligações moleculares extremamente simétricas e perfeitas. Essas formações sofreram por anos interferências físico-químicas como pressão e temperatura para se tornarem esse elemento magnífico (e limitado) que temos em nosso planeta.

Por serem essas estruturas carregadas de energia possuem funções estruturadoras, penetradoras, definidoras e atravessadoras. São ótimos para serem usados como lasers.

Conhecendo os elementos e suas características, é possível entender melhor como podemos fazer manipulações energéticas. Todos os elementos estão disponíveis na natureza (por enquanto, utilize-os com consciência!) e temos todos eles dentro de nós também.

Conheça os cursos da Casa de Miguel para aprofundar seus conhecimentos e utilize as técnicas para se harmonizar com os elementos e se equilibrar.

Publicado em

A real diferença entre esotérico e exotérico

Sempre que vamos falar sobre algum aspecto místico ou magístico usamos a palavra “esotérico” ou “exotérico”. Mas afinal, existe um jeito certo de escrever? Qual a diferença entre elas?

Os dois jeitos estão certos porém são palavras antônimas, ou seja, possuem significados opostos. Segundo a etimologia, o prefixo éso possui significado de durante, dentro e no interior. Já o prefixo éxo exprime a ideia de fora, exterior.

Esotérico

Então, podemos dizer que esotérico é todo o estudo interior, de assuntos aprofundados que é acessível para poucos. Conhecimentos ocultos da ciência hermética, arte, filosofia e religião, onde mistérios são revelados.

No contexto religioso, os estudos esotéricos referem-se à informações sagradas, místicas e reservadas apenas para iniciados.

Exotérico

Enquanto exotérico é o estudo disponível para o mundo “exterior”, aspectos da natureza da vida que são de domínio público. Conhecimentos superficiais que são abertos e comuns a todos, onde não há revelação de mistérios.

No contexto religioso, os estudos exotéricos são os dogmas e as práticas da religião em si. Sem necessidade de iniciações ou preparações para recebê-los.

Quando você vai numa missa, por exemplo, quem assiste é o exotérico e quem organiza é esotérico. Pois quem organiza detém o conhecimento de como é desenvolvido do começo ao fim os aspectos místicos, religiosos e espirituais do processo.

O problema

A globalização do século XX e XXI traz uma grande reflexão sobre esses dois universos de conhecimento. Supostamente temos a possibilidade de conhecer e estudar assuntos esotéricos sem necessariamente termos experienciado, vivenciado e nos iniciado nesse conhecimento.

A internet proporciona que com poucos cliques você encontre tudo e qualquer coisa que desejar. E tenha literalmente nas mãos todos os grandes mistérios da humanidade. O que no passado só era acessado por grandes estudiosos e mestres.

Então, a problemática é que apenas obtemos a informação dos mistérios. Podemos ter o conhecimento e saber de segredos mas não temos as habilidades necessárias para desenvolvê-los. Conhecer é uma coisa, saber é outra e praticar é ainda mais diferente. 

Quando uma pessoa tem um saber exotérico, ela está sob uma ótica de que tudo é verdade. Já quando possui um conhecimento profundo e esotérico dos símbolos e da história, é capaz de discernir as informações e até aplicá-las.

Em outras palavras, a grande questão é essa abertura ao conhecimento sem profundidade. Pessoas com grandes conhecimentos rasos, que se perdem no emaranhado de saberes. Essa constituição fomenta a disseminação de informações falsas ou “não tão completas”. Fazendo com que pessoas com real domínio sejam inferiorizadas e não levadas a sério.

Portanto, busque obter informações de lugares confiáveis. Afine-se com os mistérios em que for iniciado. E o mais especial de todos, PRATIQUE! Use seu conhecimento para o bem, ajude outras pessoas.

Aqui na Casa de Miguel, incentivamos nossos alunos a praticarem sempre e estamos sempre a disposição para todos que quiserem aprofundar seus estudos.

Publicado em

REACT Midnight Gospel

midnight gospel

ATENÇÃO, ESSE TEXTO CONTÉM SPOILERS!

Midnight Gospel é uma série de animação de ficção científica lançada pela Netflix em 2020. A série é baseada em áudios de um podcast de entrevistas que aborda temas filosóficos reais, transformados numa animação psicodélica e caótica. Os debates e visões que são trazidos em cada episódio são super interessantes, dignos de reflexões profundas.

Sobre a série

Os diversos convidados compartilham suas visões de vida ambientado em aventuras fantásticas em diversos planetas à beira de seus apocalipses.

A série aborda assuntos como a relação deturpada entre os humanos e as substâncias, principalmente os remédios e as drogas. A morte e a importância de aprendermos a aceitá-la. Meditação, mindfulness e a nossa capacidade de movimentar energias, em outras palavras, nossa natureza magística. A natureza efêmera da nossa existência e como podemos experienciar da melhor forma nossa vida na Terra. A reencarnação e substâncias como o DMT. Nosso senso de percepção do presente e como lidar com nossas emoções. A máfia da industrialização da morte. A perda, sofrimento e a libertação de nossas dores.

Só com isso dá para perceber que a série é profunda e revira alguns de nossos sentimentos e pensamentos que evitamos olhar e trabalhar, não é mesmo?

Reflexões

A intenção aqui não é reduzir ou deduzir sua experiência ao assistir a série, mas sim despertar seu interesse em tocar nesses assuntos. Despertar em você a necessidade de olhar com atenção para esses aspectos da vida que precisam ser revisitados para sairmos da prostração perceptiva.

Assistir a essa série é exatamente o que ela propõe: um exercício de atenção plena no que está sendo falado e visto. O real motivo para tantos gurus, mestres e a sociedade de forma geral estar em busca de meditações é a necessidade da presença. Ao longo da evolução ocidental e avanço tecnológico,  fomos ensinados a realizar diversas tarefas ao mesmo tempo. Sem necessariamente prestarmos plena atenção no que estamos fazendo ou consumindo.

E existe uma relação extremamente proporcional, quanto mais estamos presentes, mais coisas somos capazes de perceber e absorver. Faz sentido, não? E quanto mais mergulhamos em nós, em nossos medos e nossas dores, mais descobrimos sobre o outro e sobre o mundo.

Sintetizando o que a série propõe, estar com atenção plena no presente e desbravar nossas emoções é a chave para evoluirmos espiritualmente e como seres humanos.

Assista também o React de Midnight Gospel pelo FacebookInstagram e Youtube! Todo mês analisaremos um filme novo, não deixe de acompanhar!

Publicado em

Você conhece os seus Sete Corpos?

Sete Corpos

Todo o ser humano possui Sete Corpos, nesse texto faremos uma breve distinção entre eles, unindo diversas visões e estudos.

Primeiramente partimos do princípio que temos três “partes”: o corpo físico, o espírito e a alma. E essas partes são divididas em “corpos”. 

Corpo Físico

Numa escala de densidade, o primeiro é o Corpo Físico, esse que nos mantém e que nutrimos. O corpo que vemos, a carne, onde habita nosso espírito. O Corpo Físico é constituído de uma condensação energética fornecida pelo Planeta Terra. 

Portanto é a parte densa do nosso ser e a única parte que é “mortal”. Tanto esse corpo quanto os outros precisam de nutrição, cuidados e tratamentos.

Espírito

Em seguida, os corpos sutis começam a ser notados. Os próximos quatro que falaremos fazem parte do “Espírito”. Tudo aquilo que sustenta o Corpo Físico.

O Corpo Vital, Duplo Etérico ou Prana é um corpo fluídico onde percorre a energia vital. Para um bom funcionamento da comunicação entre os corpos, é essencial que o Corpo Vital esteja em equilíbrio. Pois toda a desarmonia que houver reflete no sistema orgânico, em outras palavras, somatiza no físico. 

É o menos sutil dos corpos, onde se encontram os chakras. Os chakras são pontos de troca energética que sustentam o funcionamento de órgãos e glândulas.

O Corpo Físico e Vital estão tão conectados que, ao respirarmos, absorvemos tanto oxigênio que nutre um quanto prana que nutre o outro.

Corpo Emocional ou Astral é a inteligência que comporta e administra nossos sentimentos e emoções. Aqui também ficam registrados traumas e memórias afetivas.

Quando estamos tristes e nos “forçamos” a deixar esse sentimento de lado, estamos trabalhando com o Corpo Emocional. As informações não são perdidas, são apenas reorganizadas.

O Corpo Racional, também conhecido como Mental Inferior, é o idealizador e o mantenedor de pensamentos e reflexões. Nossa capacidade de raciocínio e estratégia é de responsabilidade desse Corpo.

É a parte responsável pelo intelecto, englobando as percepções dos cinco sentidos e dá forma às ideias. 

O Corpo Intuitivo ou Mental Superior se conecta com a nossa alma. É a parte onde nossa moral e caráter estão armazenados. O que nos guia de uma forma mais material, o certo e errado que você sente “em seu coração”.

Alma

Por último podemos analisar as partes da Alma Divina. Começando com o Eu Superior, também conhecido como Búdico. 

É o Corpo que retém todas as informações obtidas nas experiências. Um arquivo de todos os acontecimentos, passado, presente e futuro, como um akáshico pessoal. Faz conexão direta com o divino e com o Anjo Guardião. É a inteligência que nos guia e nos orienta através da intuição.

Búdico é uma palavra sânscrita védica que significa “despertar, estar acordado, observar, prestar atenção, assistir, aprender, tornar-se ciente, conhecer, estar consciente novamente”. 

E por último temos a Centelha Divina ou Átmico. É a parte mais elevada do princípio humano, a Essência Divina. Sem forma e indivisível. Usado para identificar o “verdadeiro eu”.

Uma fagulha divina em constante evolução que nos trouxe para a experiência humana, conectada com a hierarquia cósmica.

Com exceção do Corpo Físico, todos os corpos possuem uma tênue diferença. Ao mesmo tempo que são fortes e estruturados, são sutis e voláteis. 

Se você quer conhecer um pouco mais sobre os Corpos, como estimular cada um e consequentemente, evoluir, conheça nossos cursos!