Cristãos acolhem sem olhar à religião

Texto Francisco Pedro | 25/07/2012 | 09:00

Combates nos bairros de Damasco, na Síria, estão a provocar milhares de deslocados, que tentam escapar ao fogo cruzado entre as tropas do regime e as forças da oposição. Muitos, mesmo sendo muçulmanos, são acolhidos em casa de famílias cristãs

Numa cidade em que a população tem vivido aterrorizada com os efeitos da guerra, as comunidades cristãs de Damasco e as comissões locais do movimento inter-religioso «Mussalaha» (Reconciliação) têm-se distinguido com iniciativas de solidariedade que não olham a etnias nem religiões. Segundo fontes citadas pela agência Fides, os bairros de Jaramana, Qassaa e Bab Touma, todos de maioria cristã, tornaram-se oásis de acolhimento de famílias, mulheres idosas e crianças, inclusivé muçulmanos.

O encaminhamento dos novos deslocados, que se calcula serem mais de 200 mil, é assegurado por jovens cristãos. As pessoas são realojadas em escolas, igrejas, mesquitas e edifícios públicos, recebendo ajuda humanitária de uma rede de organizações cristãs constituídas pela Cáritas Síria, Conselho de Igrejas do Médio Oriente, Patriarcado Greco-Ortodoxo e Comunidade de Santo Egídio.

Nos postos de acolhimento há também representantes do movimento «Mussalaha», que promovem a não violência e a reconciliação. Os dirigentes do movimento realizaram um encontro em Damasco, onde reiteraram que partidários ou rebeldes podem ingressar na organização, com a única condição de renunciar às armas. Segundo afirmaram na ocasião, «a reconciliação pode ser construída a partir das famílias, dos clãs e das comunidades que se encontram e se reconhecem reciprocamente».

via Fátima Missionária.

Deixe uma resposta

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.