Ciência e religião, aproximações

A fé religiosa e a razão científica guardam semelhanças! – por mais contraditório que tal afirmação possa parecer. Essa tese é defendida por Thomas Samuel Kuhn (1922-1996), famoso epistemólogo norte-americano. A princípio, Kuhn havia usado o termo ‘dogma’ para designar as teorias centrais das comunidades científicas. Mas depois passou a empregar ‘paradigma’ para representar esses motores epistêmicos que são as grandes teorias. Ainda assim, a analogia Ciência-Religião se manteve em seus textos.

“Assim como não pode existir uma igreja sem dogma, também não há uma comunidade científica sem um paradigma”, diz Kuhn. O fato de, inevitavelmente, muitos cientistas trocarem de um paradigma para outro, foi visto por Kuhn como um tipo de ‘conversão’ – tal como se dá entre as religiões: “A adesão [a um novo paradigma científico] torna-se um ato de fé, pois a passagem de um paradigma para outro, é uma espécie de conversão”, afirma o renomado filósofo.

Outro fenômeno curioso, igualmente relatado por Kuhn, é o modo como se dá a entrada dos estudantes nos círculos científicos. Há como que um “rito religioso de passagem”, onde os estudantes precisam ser doutrinados a partir de manuais (que não se pode questionar) para, então e somente então, poderem ser constituídos membros da comunidade científica: “Esses manuais expõem o corpo da teoria reconhecida como válida, ilustram muitas ou todas as suas aplicações coroadas, para atrair um grupo estável de seguidores”.

Por seus críticos, Kuhn é acusado de irracionalismo em sua maneira de apresentar a passagem de um paradigma a outro. Tal acusação é tipicamente usada contra a fé e as doutrinas dogmáticas, e não contra cientistas. Mas Kuhn, quando vivo, não pareceu diminuir a intensidade de sua epistemologia por causa das críticas. Ao contrário! Levou suas aproximações entre religião e ciência para todos os seus escritos filosóficos mais importantes, esses escritos que, hoje, são tidos como valiosos no meio acadêmico.

O autor, Wellington Anselmo Martins, é docente universitário, graduado em Filosofia pela USC-Bauru e mestrando em Filosofia pela PUC-SP) / am.wellington@hotmail.com

via Ciência e religião, aproximações – Jornal da Cidade.

Deixe uma resposta

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.