Publicado em

Guardiões à Esquerda

Exu e Pomba Gira: absolutamente todos eles trabalham para o bem, cada um com a sua forma de atuação, que será descrita nos tópicos posteriores.

Devemos explicar que para todas as falanges existem espíritos ascensos que as comandam e, para além de nomenclaturas (coroado, cruzado, espadado, etc.) as hierarquias são bem definidas.

É claro que existe diferença de níveis de compreensão e aperfeiçoamento entre eles, porém, todas as hierarquias levarão o espírito a atingir seu potencial máximo de moralidade, respeito à Lei Divina, fé, compreensão do Universo Divino, etc.

Dizemos isso para eliminar a ideia de que exista um das linhas que seja melhor que as outras, ou seja, são apenas vias evolutivas que levam ao mesmo lugar, a Iluminação do Ser.

Os Exus e Pomba Giras atuam como Guardiões da Lei Maior. Absorvem e esgotam as negatividades dos seres que se desviaram das Leis do Criador, em um ou vários Sentidos da Vida. Sendo assim, existem Guardiões e Guardiãs de todos os Orixás, pois eles e elas atua guardando e mantendo a Lei e a Ordem na Criação. No Embaixo, é bom lembrar que Exu e Pomba Gira é quem leva Luz às trevas!

Publicado em

Mensagem Espiritual: Só você pode te fazer feliz

A felicidade é o primeiro indício de se estar trilhando o caminho certo.

Cada um tem o “seu caminho certo” na vida. Harmonize-se, empodere-se e realize!

Descubra a sua missão pessoal conectando-se com o seu íntimo!

Quando as coisas insistem em dar errado, quando o esforço é extremo e os resultados são ínfimos, significa que a magia das energias naturais não estão fluindo devidamente.

A energia sempre flui pelo caminho mais fácil, isso significa que você não está no “seu caminho mais fácil”. Quando você o encontrar as coisas acontecerão naturalmente.

Quando isso acontecer você estará apta à viver a vida com plenitude, no amor, no trabalho, na saúde e em todos os outros aspectos.

O seu futuro é ser feliz!

Publicado em

Afrodite: Simpatia e Amor

Escultura Afrodite

Afrodite é a cultuada deusa grega do amor, equivalente à deusa romana Vênus.

Contam as lendas, que a deusa Afrodite teria sido originada através dos órgãos genitais de seu pai, Urano que foram cortados e jogados ao mar a pedido da sua mãe pelo seu irmão, Cronos, e da espuma do mar.

Seu nome tem origem obscura que possivelmente surgiu a partir do nome grego Aphrodite, que deriva da palavra aphrós, que quer dizer literalmente “espuma”.

Portanto Afrodite significa “espuma”, “espuma do mar”.

O dia da deusa é a sexta-feira, sendo sua energia recomendada para casos de paixão e questões amorosas em geral, também é ligada à beleza, artes e prazeres em geral.

Lembrando que as “bruxas do bem” respeitam o livre arbítrio e manipulam as energias das religiões antigas com responsabilidade. Os tempos são outros e a nossa evolução nos permite sermos maduros com nossos poderes.

As religiões antigas, costumam fazer oferendas à Afrodite. Os elementos até sincretizam com alguns costumes da Umbanda, são eles:

Pétalas de rosas, espumantes, vinho branco ou tinto, cerejas, mel, maçãs, pêssego, canela etc.

Os rituais costumam ser feitos ao som de músicas suaves e sensuais, onde os pedidos são sussurrados como mantras.

Pode-se pedir diversas coisas, como por exemplo a harmonização da sua relação.

Não se deve fazer pedidos de amarração à deusa, sendo que quem envereda para a magia negra, no momento oportuno é atuado com rigor pela Lei Maior que a tudo regula.

Publicado em

Dia do Preto Velho – 13 de maio

Quatro imagens de Pretos Velhos

Preto-Velho fala e faz. E se não fala, faz também!

Frase em homenagem ao dia dos Pretos-Velhos:

“Deus deu como meta a perfeição, mas estabeleceu como prazo a eternidade e, como companheira dessa caminhada, a paciência, pois ele sabe que estamos muito distantes do ideal e ainda não atingimos a angelitude. Deus o quer como humano, não como anjo. É preciso humanizar-se, para então aperfeiçoar-se.
Os anjos voam longe, e o Pai precisa de você aqui, com os pés firmes no mundo para auxiliá-lo no processo de aprimoramento da humanidade.”

Preto-Velho Pai João de Aruanda